Post anterior

Não existe coisa pior do que se sentir doente. Posso estar quase sem andar como esses dias, porém, se me perguntarem digo sem pensar que sou uma pessoa super saudável e o que estou passando hoje foi por desatenção e teimosia minha.

Assim, andando feito gueixa entravada e chegando o final do dia com vontade de chorar só em ver a escada, fui a outro médico e após um pequeno relato sobre minha eterna dificuldade com as minhas pernas e o que aconteceu na última sexta ele faz as seguintes perguntas:

Médico: Desde quando suas pernas incham com facilidade?
Eu: Desde sempre
Médico: Mais quando tudo isso começou? Quando você começou a sofrer assim?
Eu: Desde que eu me conheço por gente
(Lógico que comecei a rir da minha desgraça)

Médico: Você já procurou um vascular? Suas pernas e pés são mais frios que o normal. São sempre assim?
Eu: Sempre e ainda não procurei
(Aqui a minha vontade passou rapidinho por conta da dor que começou em seguida. Neste momento fui feita de boneca de pano e só faltei gritar de dor).

Médico: E você fez muitos agachamentos?
Eu: O que é muito para o Sr?
Médico: Uns 100
Eu: 100?? Nem sei se passei de 20 apenas com o peso do meu corpo!!
(Está bem, podem rir da minha desgraça).

Resumo da história:
Entrei achando que tinha feito besteira e saí andando melhor da clínica após a consulta e fisioterapia mas, também sai tendo a certeza que as minhas pernas são podres.

Ah, sabe o que mais? Quem sabe não é este médico que me ‘ajeita’ de vez?!

Anúncios

2 comentários sobre “Post anterior

  1. Mari, existe um treco chamado RPG – Reeducação Postural Global. É um tipo de fisioterapia. Eu fiz há alguns anos porque era um pouco curvada, por causa da asma que tive quando criança. Tinha dores nas costas tb. E isso funcionou. Não sei qual tipo de fisio tais fazendo. Mas resista! Muito em breve você estará sem nenhuma dor. Melhoras! Beijos

    1. Gal, fiz RPG anos atrás por conta da má postura tb. Nunca mais voltei a postura de antes. É ótimo, não é?
      No momento estou fazendo fisioterapia para poder voltar a andar direito (cheguei lá bem mal). Depois vou verificar qual será o tratamento para tentar ‘consertar’ isso pata que não precise me arriscar a sofrer desse jeito por conta de um simples exercício.
      Bjs e obrigada!

Os comentários estão desativados.