Lógica masculina


Na sala do preparatório para o Toefl existe um menino (mania de chamar todos de meninos e meninas, já repararam?) inteligente que cursa computação. Novinho e legal.

Ainda com a minha perna ruim neste sábado em específico fui ao curso de vestido, com uma sapatilha e com dois esparadrapos transparentes protegendo meus dedos midinhos de serem espedaçados. Puxei uma cadeira para servir de apoio e esse menino chegou meio atrasado (para variar) e ficou mais uma vez ao meu lado, entre Luis Otávio e eu.

Lá no meio do exercício ele tem aquela reação de alguém que tentou ficar quieto, tentou não falar, não conseguiu e resolveu perguntar:
Essas sapatilhas já vêm com esses protetores para dedos e pé?

Eu o acho uma das pessoas mais inteligentes da sala, apesar de ser uma das mais novas. Olhei sem reação, não entendendo a pergunta. Demorei a dizer que eu tinha comprado na farmácia mesmo.

Ai ele vem com uma lógica masculina que mais parece infantil:

Eu juro que não entendo as mulheres. Se o sapato fere, porque vocês insistem em usar? Eu vejo tantas mulheres com esse tipo de sapatilha (estava com uma melissa, porém para ele era só mais uma sapatilha de plástico) e com esses protetores que pensei que já vinha com elas!
Não entendo.

Lógico que comecei a rir e entendi a sua lógica perfeita. É realmente difícil de entender porque nós usamos algo que nos fere apenas por gosto ou estética (os 2?).
Após isso o papo sobre estética feminina, sapatos e saltos rendeu uns bons cinco minutos.

Fatos interessantes que podemos levar como aprendizado daquele dia:

  1. Às vezes é difícil mesmo entender a lógica feminina;
  2. Quando bem acompanhada, qualquer momento chato pode ser memorável;
  3. Dá gosto conversar com gente inteligente (#Fato). Obrigada Yann por fazer as aulas de sábado mais suportáveis.

A sapatilha acima eu retirei daqui

Anúncios

Um comentário sobre “Lógica masculina

Os comentários estão desativados.