Fifty shades of sin, fifty shades of grey, fifty wherever.

 

Ano passado ouvi falar de uma Fan Fic de Twilight que estava fazendo sucesso e sairia em livro, mas não me despertou o mínimo interesse. Poupe-me! Pensei e deixei para lá. Quando foi no início deste ano ouvi falar do livro. Não me lembro como eu baixei em PDF, mas o arquivo ficou meses perdido no meu HD até o momento em que terminei de ler o meu livro em língua estrangeira.

Com o atual boom do livro, dei o braço a torcer e iniciei a ler. Gente… Muitooo melhor que Meyer! Ok, o livro (assim como a sua trilogia) foi apelidado de pornô para mamães por conter muitas, muitas cenas de sexo e o Mr. Grey ser praticante do BDSM.

Sim, existem algumas poucas referências ao Crepúsculo como o fato do Grey ser protetor, de achar o carro de Ana uma porcaria e dar um novo carro a ela. Ana também não gosta de ganhar presentes do ricaço e era virgem até conhecer Christian Grey. A história também se passa no estado de Washington, nos EUA (apesar da autora nem ser americana).

A história começa com Ana, que é uma estudante que está terminando a universidade e conhece Grey ao fazer um favor a sua amiga e colega de quarto Kate ao substituí-la numa entrevista de um grande CEO em Seattle. A partir daí inicia-se uma tensão sexual que perdura até o primeiro momento do casal.

Lembram de todo aquele papo só depois do casamento na saga? Este livro vai no caminho oposto. Apesar de toda sexualidade, a linguagem não é chula e as cenas são tão bem detalhadas que parece que vi um filme e apenas li um livro (por exemplo, a cena que ela conta a ele que ainda é virgem e ele fica perplexo).

O meu PDF é em inglês e nunca li tão rápido 356 páginas em inglês na minha vida. Acabei ontem e já comecei o próximo da trilogia. Assim como aconteceu com a obra que o inspirou, essa trilogia já teve seus direitos vendidos ao cinema. Sinceramente? Não existirá filme que alcançará a minha imaginação ao ler este livro.

Recomendação: Só leia quando estiver disponível. Eu não estava e foi torturante pensar que deveria estar estudando ou fazendo outras coisas que já tinha me comprometido, mas não… Eu estava sem conseguir largar o arquivo.

Ah, não é à toa que a capa deste livro tem uma gravata estampada. Não foi à toa que se tornou a gravata preferida dele.

Aqui podem encontrar mais notícias sobre o livro e afins (tudo em inglês).

E eu com tanta coisa para ler… E ainda mais, ganhei um livro de Ana! Como é que para e volta a vida normal antes de ler tudo isso, hein? Compulsão!

Anúncios