PMBOK e muro das lamentações

Tentando ter foco nos estudos faço o uso de certas estratégias:

  1. Extensão do Pomodoro no Chrome;
  2. Deixar o quarto e ir estudar na sala;
  3. Colocar fone de ouvido alto (tocando Because of The Times da banda King of Leon).

No meio dessa estratégia chega o meu pai e liga a TV. Ok, não é tão ruim, mas algo chama a atenção: a limpeza do muro das lamentações. Tiro o fone de ouvido e vou escutar a reportagem:

A limpeza do muro das lamentações acontece duas vezes por ano. Não é uma limpeza jogando detergente em tudo e sim a retirada dos papéis com os pedidos que são colocados nas brechas do muro. Esses papéis são recolhidos, lacrados e enterrados no monte das oliveiras.

Ok. Vi pessoas arrancando os papéis do muro e varrendo-os para dentro de sacos de lixo pretos. Achei de pouca sensibilidade, juro!  São pedidos comuns ou desesperados de pessoas de diversas partes do mundo que são varridas como lixo para um saco preto. Sei que são milhares, mais bem que poderiam colocá-los em sacos e não varrê-los, não? Outra coisa tinha que ser em saco semelhante dos de lixo? E são enterrados, porque não sacos de papel? Assim os pedidos poderiam ser ‘renovados’ de forma mais rápida do que os envolvendo em plástico.

Sentindo que estou metendo a colher aonde não devo.

Post sem ilustração mesmo, até porque estou voltando aos estudos.

Anúncios