Muita água no cinema

A temática dos últimos filmes que assisti nos cinemas: água.

O-Impossivel05551

Dia 31 foi o dia em que assistimos O impossível. Filme que retrata o sofrimento de uma família no Tsunami que ocorreu na Tailândia em 2004. O filme é agonizante, pois a mãe sofre como poucas de nós sofremos um dia, a família se separa e as cenas são muito fiéis e até sufocantes.

Muito triste, muito forte, mas muito bom. A mulher que estava ao meu lado de vez enquanto soltava um gritinho abafado pela mão e, atrás de nós tinha uma que chorou e algumas partes do filme. Não chorei. Nem no momento em que os três irmãos se encontram na frente do grande hospital. Não era dia de choro para mim.

A-Vida-de-Pi-14Jun2012_02

No dia 01 nós voltamos ao cinema, agora para ver As aventuras de Pi. Lindo! O naufrágio do navio cargueiro assim como as situações passadas entre o indiano magrelo chamado PI e o tigre de bengala cujo nome era Richard Parker são angustiantes. Para aliviar disso somos bombardeados com imagens lindas como aquelas cenas com águas vivas.

Agora devo dizer que o trauma do filme anterior era tão grande que no momento em que os suricates correm todos para dentro da ilha, subindo em árvores, GG fala ao meu lado “Ai, é outra Tsunami”. Kiakiakiakiakiakia.

E o final?

Sei que fiquei curiosa para saber como foi a dinâmica dessa sobrevivência no livro. O ideal seria que eu lesse tanto As aventuras de Pi como Marx e os Felinos. Só não sei quando poderia fazer isso…

E aqui você também pode ver um post de um blog amigo com o comentário dos mesmos dois filmes + O sentido Perfeito (que não assisti ainda). Aqui uma pequena nota sobre o possível plágio do Yann Martel ao autor brasileiro Scliar.

Anúncios

2 comentários sobre “Muita água no cinema

  1. Não sei porque a minha resposta não salvou :/
    Achei o final surpreendente. Quando o seguro pede para ele contar a história verdadeira (sem suricates e cia) e percebemos que ele criou essa ficção em cima de um fato traumático e, foi tão linda e tão surpreendente que tanto o seguro quando o escritor preferem a versão dele dos fatos.
    Falando nisso, você já viu a entrevista do Moacyr sobre o possível plágio? O cinema com Rapadura fez um post sobre o assunto e colocou ela. Muito boa: http://cinemacomrapadura.com.br/colunas/acme/288250/seria-as-aventuras-de-pi-plagio-do-livro-brasileiro-max-e-os-felinos/

Os comentários estão desativados.