O livro do amanhã

olivrodoamanhã

Quando eu leio um livro bom de um autor, tenho a tendência de procurar outros títulos pensando em ‘sucesso garantido’. Nem sei quantas vezes eu me iludi com isso porém, a última vez foi com O livro do Amanhã de Cecília Aherm, mesma autora do lindo PS, eu te amo.

Achei o livro meio adolescente por contar a história de uma menina de, até então, 16 anos que, com o suicídio do pai, muda-se da capital Dublin para uma vila no interior da Irlanda.

A mãe não é mais a mesma, lembra um zumbi, as amigas são as mesmas, porém ela não é mais tão fútil assim, tem-se a amizade de uma freira e os dias vão se passando até o dia que conhece Marcus, um rapaz de uma biblioteca itinerante. É nesta biblioteca que ela encontra um livro de couro trancado e que, após destrancado, descobre-se que é um diário e que nele consta um dia a frente todas as manhãs.

E assim a história se passa. Com a teimosia adolescente, com o mistério da ‘tia’, com uma mãe sempre sonolenta, com as adivinhações sobre os estados e desejos de Arthur. Nada de mais. A coisa começa a ficar interessante apenas quando o que você sequer sabia se era mistério ou paranoia adolescente começa a ser desvendado, já quase no final.

Como não dá para ler só parte do livro, não é um título que eu recomendaria. Livro adolescente por livro adolescente prefiro A culpa é das estrelas ou Divergente.

Imagem daqui

Anúncios