Experiência a longo prazo com o Outlet da Esposende

Dias atrás falei aqui que não resisti a uma ida no Outlet e comprei um tênis cuja compra nem estava programada, não foi? Pois é. Vamos a continuidade?

Só que o tênis não foi a minha única compra. Junto com ele comprei um Anabela baixo da marca Bebecê. Ele parece super confortável porém, no dia-a-da dos três dias que eu usei (mais ou menos), o negócio não é bem assim: preciso de protetor do mindinho (aliás, para que serve o mindinho se não para ficar imprensado nos sapatos, hein? Parece um Apêndice!) para que o sapato não leve parte dele.

Lugar comum? Totalmente. Pena que não foi só isso. Ontem o sapato simplesmente se desmanchou! Sim! Os dois solados se descolaram do nada! E olhe que vou ao trabalho de carro e volto de ônibus, economizando assim metade do percurso diário que eu andaria.

Decepcionante.

Agora vou eu, quase quinze dias depois, tentar trocar o bendito sapato (será que a loja aceita?). Torcendo

Voltando ao assunto do mindinho eu fui pesquisar e achei o seguinte texto:

 Por que temos os dedinhos no pé? Basicamente, essa é uma característica que herdamos de nossos ancestrais, outros primatas que usavam os pés para escalar, se agarrar ou subir em árvores. Mas, hoje, nós não vivemos mais dessa forma.

Apesar disso, os dedos do pé nos ajudam, principalmente, a manter o equilíbrio, graças a ossos que os conectam ao nosso tornozelo. No total, são 26 ossos do pé humano envolvidos nesse processo, mas os principais são os metatarsos, que ligam os dedos à parte central do pé.

Apesar disso, o “minguinho” não tem participação no equilíbrio. Mesmo que o metatarso conectado a ele fosse removido, o ser humano seria capaz de permanecer em pé.

Ou seja, não tem aquela história de apêndice? Pois é… É quase a mesma coisa mesmo.

Ou seja, não tem aquela história de apêndice? Pois é… É quase a mesma coisa mesmo.

Anúncios