Quando o passado te revisita

O passado é algo estranho. Por mais que você diga que não se pode olhar para trás e sim seguir sempre em frente, eu acredito que olhar nos trás lições. O que não devemos é nos apegar com o que passou, seja pessoas ou coisas.

E como é bom ver o passado bem, de boa. Quem nunca viu de longe aquele colega de colégio e viu que ele/ela estava bem e aparentemente feliz e não ficou feliz por ele? Confesso que nem sempre eu falo, vai depender do meu contato antigo com a pessoa. Só que sempre eu fico bem em encontrar as pessoas ‘de bem’ com a vida.

Nesse fim de semana tive um caso parecido com o descrito acima.

Só que isso não ocorre só com pessoas mais também com objetos.

No meio da década de 1990 meus pais compraram uma casa num privê em gravata (região serrana do estado) e tive bons momentos lá. Na época de mobiliar a casa, parte dos móveis eram antigos, estavam encostados e foram restaurados e outra parte foi comprada no polo moveleiro.

A casa foi vendida menos de 10 anos depois, após algumas reviravoltas familiares e profissionais que passamos. Daquela época guardamos não só lembranças, como também algumas loucas e vidraçarias, assim como alguns moveis que foram restaurados. Tudo o que foi comprado para aquela casa ou foi vendido com ela ou foi vendido por fora, com exceção a 2 criados-mudos (ou mesas de cabeceiras, como queiram chamar).

Uma década após a venda, a cama dos meus pais que foi feito de angelim-pedra e num design/modelo exclusivo na época e num tamanho fora do padrão (entre queen e king), voltou a dar sinal de vida e me perguntaram se eu queria.

20151011_154801

Concordei. E o passado voltou para as nossas vidas.

A cama, antes de pátina beige, estava pintada de um marrom-avermelhado bem feio e já descascando e passou a ser a minha cama oficialmente quando nos mudamos para Recife. O meu desejo era mandar lixa-la imediatamente porém faltou mão-de-obra e depois faltou dinheiro. Queria ver aquela madeira crua no meu quarto e, algumas semanas atrás eu consegui.

E quem foi que disse que quando o passado revisita é um momento de desgosto? Ex-namorados pode até ser mas, de resto, sempre nos traz lembranças interessantes. Não penso em revivê-la e sim criar novas com aquilo que foi velho, de uma outra vida.

A imagem se reflete assim que a cama voltou para o quarto, ainda sem os lençóis e cia.

Anúncios