Natal e 1 ano de Transferência com mimos #GlutenFree

Já se passou-se um ano desde que me transferi de Fortaleza para Recife e fui muito bem recebida na filial. Sim, houve brincadeiras que eu seria a espiã da matriz na filial (afinal, continuo pensando na empresa como todo e minha gerência fica em fortaleza) e sim, não houve uma única vez que eu estive na matriz que não comentei algo da filial, pensando sempre no melhor.

Não, pessoalmente não foi um ano fácil. Sofri com muitas dores da fibromialgia, fui diagnosticada com depressão porém, por nenhum momento, me desgostei de estar entre os funcionários dessa filial. Mesmo nos dias mais difíceis onde eu ficava andando para cima e para baixo entre as salas por não conseguir ficar muito tempo sentada sem dor e da dificuldade em me levantar em algumas manhãs.

Pensando nisso, semanas antes fui me programando para doar um pouco do meu tempo, do meu estilo de vida a parte dos funcionários / colegas de trabalho / amigos e consegui fazer algo parecido com o que eu queria na semana de Natal.

collage-1450700480089

Foram Cupcakes da ICKFD (Dani Noce), Spekulatius da La cucinetta (Ana) e um Brownie de uma revista da minha mãe. Não, nem tudo deu certo. Teve muita impaciência e até dor física por fica muito tempo em pé porém, todos ficaram felizes.

Contra-tempos:

  • O chocolate que eu comprei em promoção tempos atrás (chocolate mesmo e não cobertura fracionada) simplesmente não derrete direito. Sim, tive vontade de jogar no lixo e só a minha mãe quem salvou do desastre. Lição aprendida: Nunca mais comprar chocolate ARO (marca do Makro);
  • A minha receita preferida de Brownie que melhor se adaptou ao #glutenfree deu meio errado pela primeira vez. Sim, ela grudou inteira na forma e a casquinha linda e crocante que tanto gosto ficou bem fininha. Qse fiz outro até resolver gastar logo o chocolate ruim de derreter, apesar de gostoso, para fazer brownies no pote;
  • Lembrei porque eu, embora goste, tenha passado tanto tempo sem fazer spekulatius. Massa amanteigada não combina com o nosso calor em pleno verão. A receita foi dividida em 4 e a geladeira foi muito usada nesse dia. Houve uma pequena variação na receita da Ana, até para adaptação ao nosso clima;
  • Aprendi outra lição: tomar cuidado com fitas. Ler a composição delas. As fitas de plásticos (como a minha Ho Ho Ho) são terríveis! Elas escorregam e não ficam tão bem em tudo. Como só tenho tu, vai tu mesmo.

Apesar de tudo, fiquei feliz com o resultado e tive bons retornos sobre os produtinhos que custaram parte do meu final de semana.

 

Anúncios