No Impact Man e o nosso lixo

no impact man

Seguindo os post sobre simplificar a vida, vim falar agora do documentário No Impact man. Trata-se de um projeto de um ambientalista e blogueiro chamado Colin que convence a sua família a viver um ano sem impacto ambiental.

Ele não corta tudo de uma vez e sim por etapas porém, ele compra só o que produzido localmente, reduz viagens, usa transporte de impulsão própria (bicicletas e patinetes), não consome carne (todos esses três itens também impacta na redução de emissões de gás carbônico), reduz o consumo de lixo (chegando a ser extremista como a retirada do papel higiênico), tenta fazer uma composteira e corta  o consumo de energia.

Sim, foi um experimento familiar que foi documentado e no final de um ano parte da vida voltou ao normal, como a energia porém, vale a pena ver que consumimos muito mais do que o necessário e que podemos viver com menos, resultando em um impacto menor ao meio ambiente.

O documentário é de 2009 porém vale a pena dar uma olhada e me deixou curiosa quanto ao conteúdo do livro de mesmo nome. Inclusive ele incentiva o No Impact Week. Abaixo as instruções da campanha de 2013 organizada numa universidade porém quando você se inscreve tem acesso a um material bem legal (e curto) sobre o assunto.

noimpactweekposter2013

Ainda sobre lixo, essa série me deixou ainda mais antenada na produção de lixo aqui de casa. Eu não sei como uma família que não consome congelados e não muitos industrializados produz tanto lixo! Segue a foto desse final de semana:

IMG_20160508_124015

Aqui em casa o lixo passa segunda, quarta e sexta pela manhã então esse lixo é do dia de sexta até a manhã da segunda. Ok, foi um final de semana atípico por conta dos bolos, quiches e tortas dos dias das mães porém, justifica temos 7 sacos de lixos? Não. Sim, estou desejando uma composteira para as diversas cascas de frutas e verduras que consumimos.

Sobre embalagens, ando pesquisando uma alternativa aos sacos que vem das minhas compras à granel. Ok, sei que isso é só, sei lá, 1/5 das embalagens plásticas de alimentos que consumimos porém não sei o que eu faço. Aqui em casa quase tudo o que eu compro à granel (farinhas sem glúten, chás e alguns grãos) são mantidos em recipientes de vidro. Como então não levar aqueles sacos fininhos que entregam? A sacola externa já não existe por conta da ecobag porém ainda tem esses saquinhos irritantes.

Anúncios