A garota do Trem

_20160701_173616

Passei algumas semanas sem conseguir ler. Para voltar escolhi esse thriller leve e foi bem interessante.

Rachel já passou poucas e boas, se tornou alcoólatra e mora com uma amiga de faculdade após a separação. Todos os dias pega o trem no mesmo horário rumo à Londres. Gosta do percurso, do barulho e fantasia com desconhecidos, dando-lhes nomes e criando profissões.

Ela foi casada com Tom, que a trocou por Anna e hoje ainda mora na mesma casa em que moravam juntos, próximo aos trilhos. Uma certa noite ela foi falar com o ex e amanheceu em casa com cabeça machucada, um corte nos lábios, com ressaca e sem saber como chegou em casa nem o que tinha ocorrido na noite anterior.

Nesse lapso alcoólico ela descobriu que uma mulher chamada Megan desapareceu. Ela mora muito próximo a sua ex-casa. Ela era esposa do casal em que ela inventou nomes e histórias. Foi o que ela precisava para ter um objetivo: descobrir o que ocorreu naquela noite.

Um livro de leitura rápida, apesar de eu ter demorado alguns dias. Metade dele foi lido hoje mesmo, enquanto estava trancada num carro, aguardando atendimento e resultado do exame de emergência da minha avó. Minha avó está bem e o livro merece ser lido.

Ah, o livro virou filme e o trailer não foi muito revelador. Aqui você consegue ter mais uma ideia sobre a história.

 

Anúncios