As Olimpíadas que nunca pedi

Nunca fui à favor de sediarmos a copa e as Olimpíadas. Não que o esporte não seja importante,  não que ele não ajude crianças e adolescentes a ter um rumo na vida, só acho que para ter uma vida e um rumo saúde e educação são mais importantes. Isso além de achar que existiam investimentos mais importantes que estádios e vilas olímpicas, tinha medo da imaturidade do Brasil, o que as investigações dos últimos anos provaram verdadeiro.

Uma história: Estudei administração em universidade pública (a particular nunca tinha sido opção para mim e, naquela altura das nossas vidas, não tínhamos $$ nem para bancar as mensalidades de uma parcela financiada, então sem mimimi, ok?) e o nosso prédio era fora do campus. Existia uma promessa de anos para nos mudarmos porém, em algum momento (2005-2006?) a universidade sediou a SBPC e construiu tudo o que queria há anos em pouco tempo. Deu certo? Não.

Existiam pontes interligando os blocos e, uma dessas pontes novas estava com estrutura de ferro exposta um um semestre de uso. A parte elétrica não foi feita para suportar os ventiladores e, aos poucos, boa parte das salas tinha pelo menos uma mancha preta de curto abaixo de um dos ventiladores. No bloco detrás,  não utilizado ainda naquela época, rachaduras cobriam o lado externo.

Equiparei isso a estruturas enormes e mais caras. Não ia dar certo. E não foi difícil prever antes de conhecer o Moro. Tudo isso era medo de construções de baixa qualidade e de desvios de dinheiro.

Enfim, acho que o tempo de ter medo passou. Assim como não votei em Dilma (nem em Lula) eu desejei que fizessem bons governos, desejo apenas uma boa olimpíada.  A dívida já foi feita, já estamos pagando, então resta aproveitar agora e ficar atenta para condenações posteriores.

Outro detalhe que estou curiosa para saber se o Rio terá ‘apenas’ três feriados por conta do evento. Sabemos que o Brasil sofre um problema de locomoção. O transporte público não é suficiente para suprir as necessidades da população (e isso sem falar do público que estará na cidade para participar do momento) e cada feriado é um atestado da nossa incompetência. Nossa sim. O Rio é o centro das atenções hoje porém, lembram da copa?  Tivemos feriados e dispensas de meio expediente em Fortaleza.

Ah, e tem mais! Vamos deixar a bipolaridade de lado, ok? Porém, não acho que o Temer deveria estar só como representante do país. Dilma não deixou de ser presidente e o Temer é apenas interino. O ideal seria que os dois fossem nossos representantes, até porque os dois foram eleitos com os MESMOS votos e estamos num momento de transição. Agora pergunto: o mundo é perfeito? Não.

 

Anúncios