Porque eu precisava escrever

Vamos analisar o passado sem nomes? Não ando querendo pensar e, por conta disso, escrever. Toda vez que eu escrevo eu repenso naquela situação. Então simplesmente não escrevo. E ando pensando um pouco sobre o passado. Um passado recente, mas prefiro escrever a falar. Sinto mais segura e confortável em escrever do que falar. Deve …

Anúncios

Ditadura da eterna juventude e até onde cheguei contra minha vontade

Tenho 33 anos, muitos cabelos brancos, um bigode chinês, sem rugas na testa e pés de galinha (ainda) devido a minha boa genética (ainda bem que meus pais não me passaram apenas alergia e uma pele que mancha fácil!). O meu ritual de pele é acompanhado pela minha dermatologista, assim como todo o qualquer procedimento …

Como um bom atendimento pode redimir uma falha inicial

Marquei uma consulta na Clínica Pele, onde minha dermatologista atende. Esta clínica ficava próxima ao shopping Recife, em uns empresariais lindos que tem por lá. No instagram percebi que tinha outra unidade no próprio shopping só que não dei importância porque, por lógica, seria atendida pelo número que eu liguei, correto? Errado. Estacionei o carro …

Um mês em 12 pontos

Carro quebrou novamente. A bomba de gasolina; Viciei em Reign; Fiz bolinhos de cenoura com ganache corrida e mal feita (só para ter chocolate em cima) para reunião de um a um no setor; Achei um batom vermelho que adorei e ele custou R$ 3,00; Descobri uma pós que me interessei na UPE; Montei orçamento …

Desvaneios: quando sonhos tortos surgem após comentários sobre livros, paisagem e supermercado e como tudo pode virar história.

Meus sonhos sempre foram estranhos. Já até comentei aqui, anos atrás, que eu poderia escrever um livro só com eles! Hoje acho que poderia ser um bom livro de contos infantis com algumas ilustrações. O mais recente foi a história de plantar ovo para dar galinha. E eu ainda molhava a terra! E a terra …

Nulla dies sine linea

Como disse Reinaldo de Azevedo aqui: Nulla dies sine linea Plínio, o Velho, historiador, geógrafo e gramático latino, recomendou a um pintor que considerava meio preguiçoso, falando de sua própria experiência: “Nulla dies sine linea”: ou: “Nenhum dia sem ao menos uma linha”. Vale dizer: quem vive de escrever tem de fazê-lo todos os dias. …

Enquanto isso na ressonância…

Recentemente descobri que existia bursite em quadril. Nunca tinha ouvido falar antes, apesar de parecer super lógico depois. Senti até que envelheci algumas décadas dentro daquele consultório e, para confirmar o diagnóstico, uma ressonância foi solicitada. E lá vamos nós. Num dia com enxaqueca, nem crédito ou banda larga no celular por estar usando um …